Fertilizantes  ›   Serviço de aconselhamento  ›   Nutrientes  ›  

Cobre

O cobre no solo

O cobre na planta

Excesso de cobre

 

O cobre no solo

O teor de cobre em solos não contaminados varia normalmente entre 2-40 mg Cu kg-1 de solo. O cobre tende a fixar-se à matéria orgânica do solo. É adsorvido por óxidos de manganês e de ferro ou pode ser fixado aos silicatos estruturais. Além disso, pode ser precipitado na forma de hidróxido, carbonato ou fosfato.

 

A concentração de cobre na solução do solo depende do valor de pH e dos agentes quelantes disponíveis. A proporção de cobre permutável aumenta geralmente com a diminuição do pH.

 

A deficiência de cobre ocorre em solos pantanosos recentemente cultivados e, devido à fixação de Cu, também ocorre em solos podzol ricos em matéria orgânica.

 

O cobre na planta

As plantas absorvem livremente os iões Cu2+ da solução do solo ou como complexos de cobre solúveis. Como componente de diferentes enzimas, o cobre tem um efeito positivo no metabolismo da planta.

 

Funções do cobre na planta

  • Regula o transporte de electrões fotossintéticos.
  • De forma semelhante ao manganês, o cobre participa na fixação de radicais livres de oxigénio, tornando-os inofensivos.
  • É importante para os subprocessos de lenhificação.
  • É importante para a produção de rizóbios associados às leguminosas.

 

Deficiência de cobre

  • Nos cereais, as folhas mais jovens ficam brancas, devido a danos nos cloroplastos.
  • As folhas enrolam-se de forma retorcida, murcham e acabam por morrer.
  • Os entrenós são reduzidos.
  • As espigas ou as panículas mal se desenvolvem, ficando com pouco ou nenhum grão.
  • Nas árvores de frutos, os pontos de crescimento estão mirrados e tanto as flores como os frutos ficam atrofiados.
  • A deficiência de cobre pode ser agravada por um aumento do fornecimento de azoto, uma vez que o cobre se fixa fortemente aos aminoácidos produzidos.
  • O cobre é frequentemente fixado à matéria orgânica nos campos recém cultivados e também pode fixar-se após forte calagem em áreas pantanosas cultivadas.
 

Excesso de cobre

  • Ocorre geralmente apenas com valores de pH < 5.
  • Provoca o amarelecimento das folhas mais jovens.
  • Pode induzir a deficiência de ferro, zinco e molibdénio nas plantas.
  • Pode acumular-se nas raízes das plantas e danificar as membranas celulares das raízes.
  • Altera fortemente a atividade enzimática, inibindo assim o crescimento das raízes.
  • As plantas apresentam diferentes graus de tolerância ao cobre. Este factor deve-se à sua capacidade de absorver menos cobre da solução do solo ou através de um mecanismo que expele o cobre excessivo ou que o transporta de uma forma inócua para a planta.

Selecione um site